Lírica camoniana

Medida Velha:
Formal:
-De influência da poesia tradicional portuguesa, nomeadamente da trovadoresca e palaciana.
-Algumas composições poéticas: cantigas (Mote de 4 ou mais versos); vilancetes (mote de 2 ou 3 versos); esparsas, endechas com voltas (estrofes) de sete versos.
-redondilha menor (cinco sílabas métricas) e redondilha maior (sete sílabas métricas).

Temática:
-Temas tradicionais e populares da medida velha:
-a menina que vai à fonte;
-o verde dos campos e dos olhos;
-o amor simples e natural;
-a saudade e o sofrimento;
-a dor e a mágoa;
-o ambiente cortesão com as suas “cousas de folgar” e as futilidades;
-a exaltação da beleza de uma mulher de condição servil, de olhos pretos e tez morena (a “Barbara, escrava”);
-a infelicidade presente e a felicidade passada.

Medida Nova:
Formal:
-Poesia de influência renascentista nomeadamente de Dante e Petrarca.
-Algumas composições poéticas: sonetos (duas quadras e dois tercetos), odes, canções, éclogas
-Verso com dez sílabas métricas, decassílabos.

Temática:
-O amor
-A concepção da mulher,
Principais Temáticas Camonianas (medida velha e nova):
-saudade
-a mulher idealizada e a mulher de influência africana e asiática
-natureza
-mudança
-desconcerto pessoal
-desconcerto do mundo
-o amor platónico
-o amor baixo e rude.

0 comentários: