Escrever um texto: exemplo

Titulo: (conciso, sugestivo, apelativo)

Introdução:
- Tema; de que vamos falar (Um parágrafo)
- Assunto; o que vamos dizer acerca do tema e enunciar os aspectos que vamos desenvolver (Um parágrafo) Exemplo: 1- Ignorância 2- Alheamento 3- Arrogância

Desenvolvimento:

1º-aspecto. Apresentamos cada aspecto, ou ponto de vista do que iremos desenvolver: afirmarmos/ definimos; explicamos/ reflectimos; exemplificamos/ ilustramos;

2º-aspecto “ “ “ “ “ “;

3º-aspecto “ “ “ “ “ “ (Vários parágrafos)
Conclusão:

Fazemos uma apreciação e juízo(s) de valor sobre o que apresentámos na introdução e demonstrámos no desenvolvimento.

Exemplo:
A inocência não desculpabiliza
O presente texto aborda (este texto fala; quantas vezes nos espantámos com) a inocência que os jovens invocam para desculpabilizarem a sua inércia. É frequente encontrarmos a malta mais nova esconder-se atrás da ignorância, do alheamento, ou até da arrogância para justificarem a sua desresponsabilização perante as tarefas que lhes são pedidas e não as cumprem.

Uma primeira razão invocada pelos jovens é a ignorância. É frequente ouvirmos a juventude apresentar justificações insólitas, como nunca terem ouvido falar de tal coisa, ou que nunca ninguém lhes disse, ou, até, nunca viram. Por isso recorrem a expressões gastas como: «nunca ouvi falar»; «nunca fui eu»; «sei lá». Pior ainda é encontramos expressões próximas do «não percebo nada». (…)

Assim, (deste modo, numa perspectiva geral) pelo que atrás vimos, constatamos que estamos numa luta que será eterna, pois a juventude, quando aprender, já não é, evoluiu para o adulto com maturidade.

0 comentários: